Concurso Caixa: privatização do banco está fora de questão, diz novo presidente

Nessa semana, uma boa notícia foi dada aos concurseiros que pretendem participar de um próximo concurso para a Caixa Econômica Federal (CEF). Apesar da orientação de privatizar o que for possível emitida pelo novo Governo Federal, empossado no dia 1º de janeiro de 2019, a Caixa não faz parte dos órgãos que deixarão de ser públicos. Ou pelo menos é isso que afirmou o novo presidente do banco, Pedro Guimarães, durante seu discurso de posse na última segunda-feira, dia 7 de janeiro.

O que será feito, segundo ele, é a abertura de capital de subsidiárias. “Vamos abrir o capital de subsidiárias e utilizar esse dinheiro para pagar o Tesouro. Em quatro anos. Com calma, tranquilidade. Não há privatização da Caixa. Nem pensar. O que há é venda, abertura de capital de subsidiárias”, foi sua fala, de acordo com registro feitos pelo Portal G1.

Meritocracia

Além disso, também em seu discurso de posse, o novo presidente destacou que haverá mudanças no sistema de promoção de servidores dentro da Caixa durante o seu mandato. Elas passarão a ser com base apenas na meritocracia. “Quem trabalhar mais e melhor vai ter o seu espaço. Isso é um mantra que temos”, enfatizou.

Último concurso

O último certame do órgão foi realizado em 2014 para as carreiras de Técnico Bancário (cadastro reserva), Engenheiro (7) e Médico do Trabalho (2). Organizado pelo Cespe/Cebraspe, o certame recebeu mais de 1,1 milhão de inscrições na época. Para o cargo de Técnico Bancário – que exige nível médio -, foram oferecidos salários de R$ 2.025,00 por jornada de trabalho de 30 horas semanais. Para Médico do Trabalho, a remuneração era de R$ 4.021,00 por jornada de 20 horas semanais. Já para Engenheiros, os salários eram de R$ 8.041,00, por 40 horas semanais trabalhadas.

  • Além dos salários, no entanto, a Caixa oferece diversos benefícios, como possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros e resultados; possibilidade de participação em plano de saúde e em plano de previdência complementar; auxílio refeição/alimentação; auxílio cesta/alimentação; possibilidade de participação em programa de elevação da escolaridade e desenvolvimento; programas de preservação da saúde, qualidade de vida e prevenção de acidentes; e contrato de trabalho regido pela CLT com direito a FGTS, dentre outras vantagens. Confira o edital do último concurso.

A prova objetiva teve 120 questões sobre conteúdos de Língua Portuguesa (14), Conhecimentos básicos (36) e Conhecimentos específicos (70). Já a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, contou 20 pontos e consistiu de uma redação em língua portuguesa, de até 30 linhas, caracterizada pela coerência e pela coesão, com base em comando formulado pela Banca Examinadora. Ambas tiveram 5 horas de duração e foram aplicadas no dia 30 de março de 2014.

Concurso em breve?

A validade desse concurso realizado em 2014 era de um ano, prorrogável por mais um ano, a critério da Caixa, ou seja, seu prazo já foi encerrado em 2016. Por isso, existe a expectativa de realização de um novo concurso em um futuro não muito distante.

De acordo com informações divulgadas no fim do primeiro trimestre de 2018, naquela época o banco contava com uma estrutura de 86.334 servidores,  o equivalente ao número de servidores que o banco tinha em 2010, graças a uma redução gradativa de servidores.

Essas diminuições no quadro geral já eram esperadas e até mesmo incentivadas – por meio de fusões de áreas e de planos de desligamento voluntário criados, além de aposentadorias – por causa de mudanças no cenário econômico do país e também da modernização dos sistemas bancários que funcionam cada vez mais por meio de tecnologias e menos presencialmente, nas agências.

No entanto, uma portaria publicada nessa terça-feira, dia 8 de janeiro de 2019 no Diário Oficial da União – confira aqui – fixou o limite máximo do quadro próprio de pessoal da Caixa em 90 mil vagas. Dessa forma, considerando os números de 2018, pelos menos 2 mil delas estariam vagas no banco atualmente.

Aos concurseiros, portanto, resta esperar. Quem sabe não sai um novo edital logo mais?

Veja o balanço do quadro da Caixa de meados de 2018:

Quadro de pessoal da Caixa em 2018

Fonte : achecocnursos.com.br